Matéria

  • Home /
  • Desafios na reabilitação auditiva

Desafios na reabilitação auditiva

Desafios na reabilitação auditiva

Na fantástica era da tecnologia, quais são nossos maiores ruídos?

Um dos maiores desafios para as pessoas com dificuldades de audição ou perda de audição é a habilidade de se comunicar em ambientes com muitas pessoas e ruído competitivo. Ambientes comuns, do nosso dia a dia, como uma ida ao shopping, reuniões de trabalho ou de lazer, um almoço em restaurante, tornam-se situações de grande dificuldade de audibilidade e compreensão para as pessoas que enfrentam problemas auditivos. As diferentes situações sociais que poderiam ser muito prazerosas podem ser tornar muito estressantes pela falta de adaptação às necessidades auditivas e pelas dificuldades de comunicação.

A tecnologia atual, embarcada nas próteses auditivas mais modernas, e nos implantes cocleares de última geração permitem ao usuário uma performance auditiva satisfatória e confortável nestas situações difíceis. Neste caso, estamos falando de tecnologias e plataformas de programação que permitem integrar mais de um microfone de captação dos sons, uma ultra velocidade de taxas de conversão de sinais acústicos, uma série de filtros e bandas, conexões quase ilimitadas e, principalmente, uma possibilidade de estimulação “inteligente” das vias auditivas através de estratégias que replicam as curvas melódicas até do mandarim. Em outras palavras, estamos “tentando imitar” muito bem.... a nossa inigualável máquina, perfeita.

Na área da audiologia, campo de especialidade da Fonoaudiologia, o maior desafio é a utilização adequada, ética e competente deste universo quase cibernético da tecnologia para audição. Costumamos denominar a prática específica desta especialidade como soluções auditivas. Mas como em todo salto tecnológico, não se pode esquecer o objetivo das indicações, a satisfação do usuário e necessidade de apoio e compreensão das necessidades especiais de cada indivíduo.

São comuns hoje em dia as queixas em relação à satisfação com os produtos adquiridos e/ou com tecnologias que foram indicadas sem os fundamentos e orientações necessárias. E em outros casos, não menos preocupantes, o grande número de usuários de próteses auditivas que deixam de usá-la por falta de acompanhamento adequado. Deixam seus aparelhos de audição guardados nas gavetas. Tantas possibilidades não aproveitadas. Isolam-se do convívio social. Perdem em qualidade de vida. Silenciam as conversas.

Na era da tecnologia rápida, compartilhada e conectada, nosso maior RUÍDO é o SER, o FAZER e o ATENDER.

Dra. Carla Affonso Gewehr
Fonoaudióloga, graduada na Universidade São Paulo (USP - Bauru), Especialista em Audiologia, Mestrado em Educação Especial (UFSCar) e Doutorado em Linguistica (UFBA)
Instituto Humanitá -  Saúde e Reabilitacão Auditiva
Av. Benedito Storani, 1425 - Torre 1 - Sala 4 - Vinhedo - SP
19 3030-3419 | (19) 99729-3050
[email protected]

Tags: Saúde


Artigos Relacionados

Sobre o Autor

Adicionar comentário


Vinhedo, SP

Rua São Thomé, 58 Santa Claudina,
CEP 13.280-000

Número de Telefone

+55 (19) 3876-6989

Fampage